Gastão Lopes Leal

Voluntário

*06/12/1897 +25/09/1932

Nascido em Santos/SP estava no Rio de Janeiro a negócios quando eclodiu a Revolução Constitucionalista de 1932.

Morreu durante tentativa de fuga da Capital Federal organizada por um grupo de paulistas, quando a aeronave da “Panair”pilotada pelo aviador alemão Walter Voss, caiu em São João do Merity no dia 25 de setembro de 1932, matando toda a tripulação. Burlando a vigilância da ditadura, os fugitivos pretendiam trazer a grande aeronave para reforçar a esquadrilha constitucionalista elevavam consigo documentos relevantes para a causa rebelde.

A causa do acidente e o teor deste material confidencial nunca foi divulgado ou confirmado. Gastão era filho de Manuel Lopes Leal e Alice Costa Leal. Deixou viúva, Tilde Boccolini e o filho Armando.Seu corpo foi sepultado no Cemitério São João Batista, no Rio de Janeiro.

NOTA: O nome deste herói está incluído na lista de santistas mortos em combate graças às pesquisas do historiador Ney Paes Loureiro Malvásio, concluídas em 2011.

Fontes: Livro “Cruzes Paulistas” editado em 1936 com dados compilados por Oswaldo Bretas Soares, e colaboração da Associação dos Combatentes de 1932 – Santos, fundada em 27/06/1958 e considerada de utilidade pública – Lei nº 2867/64