Dagoberto Fernandes de Gascon

Voluntário 1932

*08/07/1901 +17/09/1932

Nascido em Rio Claro/SP e radicado em Santos, atuava como professor em diversos colégios da cidade quando iniciou a Revolução Constitucionalista de 1932.Alistado no 2º Batalhão de Engenharia do MMDC prestou relevantes serviços na defesa da Frente Norte, região do Túnel e Vila Queimada.

Morreu vítima de moléstia contraída durante a luta, após ser internado no Hospital do Isolamento, na Capital. Filho de Domingos Fernandes de Gascon e Gabriela de Paula Fernandes de Gascon, era formado em Arquitetura e Urbanismo.

Deixou os irmãos José Baptista, Paulo, Gabriel e Albertina de Gascon, que também prestaram ativos serviços à causa constitucionalista.No dia 21 de agosto de 1937, através da Lei nº 906, o prefeito municipal deu o nome de Dagoberto de Gascon a uma das ruas do Bairro do Boqueirão, em Santos.

Fontes: Livro “Cruzes Paulistas” editado em 1936 com dados compilados por Oswaldo Bretas Soares, e colaboração da Associação dos Combatentes de 1932 – Santos, fundada em 27/06/1958 e considerada de utilidade pública – Lei nº 2867/64