Carolino Amaral Rodrigues

Voluntário 1932

*22/04/1895 +18/08/1932

Nascido em Anápolis/SP e radicado em Santos, trabalhava como corretor de café quando eclodiu a Revolução Constitucionalista de 1932. Alistou-se no 8º Batalhão de Caçadores da Reserva da Força Pública sediado na cidade, logo nos primeiros dias do conflito. Enviado para a Frente Norte, região de Pinheiros, recebeu graves ferimentos durante pesado combate. Transferido para Santa Casa de São Paulo, faleceu no dia 18 de agosto de 1932.

Era filho de Candido Augusto Rodrigues e Carolina Amaral Rodrigues. Seus irmãos: Cassio, Carlos, Clóvis, e Celso também serviram o Exército Constitucionalista. Eram também suas irmãs, Candida e Cesarina do Amaral Rodrigues. No dia 20 de agosto de 1932, através do Decreto nº 67 o prefeito municipal deu o nome de Carolino Rodrigues a uma das ruas do bairro do Boqueirão em Santos.

Fontes: Livro “Cruzes Paulistas” editado em 1936 com dados compilados por Oswaldo Bretas Soares, e colaboração da Associação dos Combatentes de 1932 – Santos, fundada em 27/06/1958 e considerada de utilidade pública – Lei nº 2867/64