Alfredo Albertini

Voluntário 1932

* 17/02/1900 + 02/09/1932

Nascido em Roma/ Itália era radicado em Santos/SP onde trabalhava como mecânico e motorista. Veterano da 1ª Guerra Mundial, quando eclodiu a Revolução Constitucionalista de 1932, alistou-se no Tiro Naval de Santos e no dia 15 de julho foi para frente de combate em Silveiras. Promovido pela bravura em combate, encontrou a morte defendendo uma trincheira durante a madrugada do dia 02 de setembro de 1932.

Seu corpo foi trasladado para o Cemitério do Paquetá em Santos. Filho de Serafino Albertini e Rosa Frabbertti, deixou os irmãos Amalio e Elvira. Em 21/08/1937 o prefeito municipal de Santos, Iguatemi Martins, promulgou a Lei nº 906 batizando umas a ruas do Marapé com o nome de Alfredo Albertini.

Fontes: Livro “Cruzes Paulistas” editado em 1936 com dados compilados por Oswaldo Bretas Soares. “Veja Santos” de Olao Rodriguese colaboração da Associação dos Combatentes de 1932 – Santos, fundada em 27/06/1958 e considerada de utilidade pública – Lei nº 2867/64